domingo, 21 de dezembro de 2014

Impressionante entrevista de Venina Velosa no Fantástico sobre os esquemas de mega-corrupção na Petrobrás.


http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2014/12/ex-gerente-da-petrobras-diz-ter-alertado-pessoalmente-graca-foster-sobre-corrupcao.html

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Faltando muito pouco para ter 3 papers com mais de 300 citações no Google Acadêmico. Meu trabalho sobre a teoria do preparo ao estresse oxidativo, de 2002, está com 297 citações!


Me dei ao trabalho de somar as citações dos meus trabalhos (apareceram 59 trabalhos em seis web-páginas do Google Acadêmico) e resultou num total de 3090 citações.

http://scholar.google.com.br/scholar?hl=pt-BR&q=marcelo+hermes-lima&btnG=&lr=

Abaixo o link para quem cita meu paper de 2002, que está hoje com 297 citações:

http://scholar.google.com.br/scholar?cites=13014874612552572378&as_sdt=2005&sciodt=0,5&hl=pt-BR

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

"Global Warming" na visão de Leandro Narloch, novo colunista do site da Veja. Isso é tão verdade como acreditar em Papai Noel.


http://veja.abril.com.br/blog/cacador-de-mitos/2014/12/09/2014-e-o-ano-mais-quente-da-historia/

Vejam que Narloch acredita em aquecimento global (enfim, ninguem é perfeito rss). Ele só diz que 2014 não foi o ano mais quente desde se começaram a fazer medidas da temperatura média do planeta.

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Estudo da PNAS mostra que papers de autores que copiam os outros são muito menos citados. Ser picareta não compensa (lógico que essa regra não vale para Pindorama,que vive o mundo mágico da Capes PTista)


http://www.the-scientist.com//?articles.view/articleNo/41670/title/TS-Picks--December-16--2014/

Clique aqui para acessar o paper do PNAS.

Vejam ainda o que saiu no site da Science sobre o estudo:


http://news.sciencemag.org/scientific-community/2014/12/study-massive-preprint-archive-hints-geography-plagiarism

Um trecho:
New analyses of the hundreds of thousands of technical manuscripts submitted to arXiv, the repository of digital preprint articles, are offering some intriguing insights into the consequences—and geography—of scientific plagiarism. It appears that copying text from other papers is more common in some nations than others, but the outcome is generally the same for authors who copy extensively: Their papers don’t get cited much.