segunda-feira, 1 de setembro de 2008

O antioxidante ácido elágico

Oi pessoal,
Um trabalho de nosso grupo de pesquisa a ser apresentado em um congresso (nos EUA) da Sociedade Internacional de Radicais Livres, em novembro:
.
Ellagic acid inhibits in vitro copper-mediated oxyradical formation
.
Luana T. Dalvi (1,2); Roberto G. Andrade Jr. (1); Antônio Alonso (3), Marcelo Hermes-Lima (1)
1: IB-UnB, Brasília, Brazil; 2: PPGNH-UnB, Brasília, Brazil; 3: IF-UFG, Goiânia, Brazil.
.
Ellagic acid (EA) is a polyphenol from the ellagitannins family present in several fruits and nuts. Its antioxidant and antimutagenic activity has been reported and is attributed to the ability of EA to scavenge oxyradicals. Although, the ability of EA to chelate metal ions has been described, the link between antioxidant activity of metal chelating capacity of EA was not studied so far. Thus, the present work investigates such link using an in vitro model of oxyradical formation and detection. The dependence of EA concentration on the 2-deoxyribose (2-DR) degradation assay mediated by 15 µM Cu(II) and 0.5 mM ascorbato showed a maximum antioxidant activity with 15 µM EA. Moreover, the inhibition of 2-DR degradation decays with the increase in Cu(II) concentration. These results suggest that EA inhibits 2-DR degradation due to the formation of a 1:1 copper-EA complex. However, performing a variation of 2-DR concentration it is observed that the percent protection highly decreases as the 2-DR concentration increases. This result suggests that EA antioxidant activity is also due to the copper-EA complex ability to scavenge free radicals. In addition, EA prevents in vitro plasmid DNA breakage and strongly inhibits ascorbate oxidation and O2 consumption with a 1:1 Cu(II):EA ratio. EPR studies show that EA inhibits ascorbyl formation mediated by Cu(II) and ascorbate and a complete inhibition occurs at 1:1 Cu(II):EA ratio. We conclude that AE slows down ascorbate-mediated Cu(II) reduction and that the copper-EA complex may scavenge hydroxyl radicals, thus preventing DNA damage and 2-DR degradation. Acknowledgments: Thiago Mattos, CAPES-Brazil, Milênio-Redoxoma.
.
Vejam o que saiu na Ciência Hoje OnLine sobre nosso trabalho.
.
Comprovada ação antioxidante de frutas vermelhas
Um estudo da UnB traz boas notícias sobre o ácido elágico. Essa substância é a responsável pela coloração vermelha de frutas como amora, cereja e morango – que ajuda a atrair insetos para a polinização – e também pela proteção contra pragas. Suspeitava-se que o composto era capaz de prevenir o envelhecimento precoce de células e também a formação de tumores. A pesquisa não só comprovou a atividade antioxidante dessa substância como mostrou pela primeira vez o mecanismo de ação do ácido elágico (...)
.
Para ler o resto da matéria (de 2006) cliquem aqui.

2 comentários:

Anônimo disse...

Prezado:
O ácido elágico é um potente antioxidante mas não é o responsável pela coloração vermelha ou vinho das frutas. São as antocianidinas, outra classe de compostos antioxidantes.
Att
Jorge

Anônimo disse...

Caro colega,

realmente as antocianinas são as responsáveis pela coloração de frutos em geral. Há ainda flavonoides, carotenodes, betalainas, etc.
Já a atração de insetos (mencionada no texto) é feita basicamente pelos componentes voláteis dos óleos essenciais, sendo que a cor vermelha (ou roxa, lilás, etc.) apenas os direciona e não os atrai.
O ácido elágico é um antioxidante.

Fernando Costa
Ribeirão Preto