quinta-feira, 30 de abril de 2009

Censura OFICIAL e truculência virtual na USP

Oi pessoal,
Fiquei sabendo disso ontem na comunidade da USP no Orkut.
.
O resumo da ópera é que - a que tudo indica - a reitora da USP mandou deletar o perfil de um usuário do Stoa - uma espécie da Facebook da USP, com 9 mil usuários - por ele ter iniciado um bolão para saber quando seria a próxima greve dos docentes daquela universidade. O pior é que (i) o bolão foi iniciado em primeiro de abril, (ii) foi notícia no Portal UOL (eita bolão famoso !), e (iii) que - desde final de abril - há uma real possibilidade de greve na USP.
.
Agora o usuário do Stoa - Tom é seu apelido - pode ser processado pela reitora da USP. Ela deve ter aprendido seu modis operandi com o reitor da UFMG, que tentou mandar a PF invadir uma redação de jornal Estado de Minas para obrigar a publicar um direito de resposta de 6 páginas (motivo: este jornal tem mostrado coisas sobre a UFMG que não são do agrado do reitor - leia mais aqui).
.
Para saber mais detalhes vejam o que saiu no blog Brontossauros em meu Jardim (aqui) , no blog Boteco Barroco (Censura na USP) e finalmente o que Tom colocou em seu blog a respeito dos acontecimentos: Meu afastamento do Stoa por causa de uma brincadeira de 1º de abril.
.
Vejam ainda a "versão oficial" dos fatos:
.
Abaixo, um trecho de discussão no Orkut, comunidade da USP. Clique para ampliar.
.

5 comentários:

blogdotom disse...

Marcelo,

o link para minha descrição do que ocorreu não está funcionando. Estou passando o link correto: Sobre meu afastamento do Stoa por causa de uma brincadeira de 1º de abril até a exclusão da minha conta.

O Bolão da Greve em 2009 foi criado há meses, não dia 1º de abril, e a idéia já havia começado em 2008, quando não houve cencedores, pois não houve greve.

Meu afastamento do Stoa ocorreu por causa da piada de 1º de abril que fiz usando o Stoa. A exclusão da minha conta e todos meus textos ocorreu logo depois que viram uma matéria do UOL, dia 27 de abril, apontando para meu blog no Stoa, onde divulguei o bolão.

Os detalhes da cronologia estão no link que passei.

Ciência Brasil disse...

Tom,
Já corrigi o LINK em meu blog. Tinha dado um "bug".

Olha, estaremos ligados para te defender.

abraços
Marcelo

Al Scandar disse...

Ni! Oi Marcelo,

Tu misturaste algumas coisas, como o bolão com o texto de primeiro de abril, mas a gravidade dos fatos é essa mesma.

Faltou só chamar atenção a que o sistema inteiro foi colocado e permanece até agora em quarentena para silenciar críticas de alunos e professores à atitude da reitora.

Tais críticas agora só podem ser lidas porque o blog Boteco Barroco, ao qual ligaste acima, fez cópias delas.

E por mais que as circunstâncias do Tom possam depender de uma análise correta para enxergar a censura, essa segunda atitude foi inequivocamente um ato de censura direta.

Além de uma violência contra todos os usuários do Stoa, que estão até agora impedidos de usar este espaço público onde construíram parte de sua identidade e diálogos.

Muito triste ver uma situação vergonhosa dessas na USP.

Abraços,
~~

Paulo Rená da Silva Santarém disse...

Esse pessoal que ocupa o poder não aprende a lidar com a Hiperfície, não é mesmo!?

Boa notícia, Marcelo.

Ciência Brasil disse...

Pois é Paulo,
E o pior que o Stoa até hoje está "em manutenção", ou seja, sendo "limpado" de tudo que tenha sido escrito contra a reitoria. E viva Timothy II !!