quinta-feira, 2 de abril de 2009

O "caso UFMG" - Reply do Prof Pimenta ao HULK

Oi pessoal,
Agora vai a resposta do Prof Adriano Pimenta (da UFMG) ao HULK. Infelizmente não posso revelar a identidade do super-heroi esverdeado, mas adianto que ele não é jornalista.

Vamos primeiro relembrar a discussão:
.
UFMG versus liberdade de expressão: DAY 2 - 30 de março
O "caso UFMG" - Um texto de Adriano Pimenta - 31 de março
O "caso UFMG" - HULK responde ao Prof Pimenta - 01 de abril
.
=======================
Caros Marcelo e demais leitores, confesso que tenho dificuldades em conversar com figurinhas de heróis em quadrinhos e não com um interlocutor de verdade, mas vamos lá...
.
1) Se o Estado de Minas (EM) distorceu algum fato, você não demonstrou qual.
.
Citei sim, um exemplo com a FAPEMIG, mas pelo jeito o Sr. Hulk não o leu. Outro exemplo está estampado na manchete reportagem que este blog mostra, colocando a prestação de serviços e cursos Latu senso como uma erva daninha na UFMG. Será que os leitores sabem que as IFES têm como um de seus principais pilares a extensão? E o Sr. Hulk, sabe? Porque não são citados inúmeros exemplos de cursos e serviços prestados à comunidade? E o professor pode sim ganhar por isso, pois ele tem a competência e o conhecimento para ser aplicado. Isso SEMPRE foi possível nas IFES. (...)
.
2) Se o EM não investigou, é porque a FUNDEP não respondeu nem ao jornal, nem a qualquer outro.
.
Sem comentários... o EM agora virou MP? Será que as instituições têm que responder perguntas provocativas e distorcidas? Elas devem sim responder aos veículos sérios e que querem fazer uma cobertura imparcial e isenta, não a um veículo que está se prestando a ser uma sucursal de jornal de outro lugar. Querem fazer uma matéria séria? Garanto que tem vários envolvidos que querem, de fato, explicar e colocar uma série de posições que podem ser pertinentes. (...)
.
Para ler a reposta na íntegra, clique aqui (vai te direcionar ao blog Ciência e Iluminismo).
.
Imagem acima: Millionaire Boxing - Millionaires Anthony J Drexel Biddle Jr and Sydney Smith boxing on the beach at Palm Beach. Fonte: aqui.

8 comentários:

Anônimo disse...

PIMENTA neles!

Ass: Rato de Laboratório

Anônimo disse...

Prof. Pimenta:
"Por que" é separado quando a gente faz pergunta...

Sem querer entrar no mérito de uma discussão entre o sr. e Hulk porque sou mais ele e muito.
Vou te dar uma opiniãozinha só: coloque as barbas de molho. Onde tem fumacinha deve ter um incêndio subterrâneo enorme e você, pode ser, que nem tenha idéia do tamanho. Portanto, defender sózinho isso tudo mais tarde pode te dar uma dor de cabeça daquelas. Muita gente na UnB entrou de gaiato defendendo fulano, beltrano, etc. etc. sem saber (ou fazendo questão de não acreditar), e agora tem que fingir de morto!
Quanto às coisas boas que são desenvolvidas não é mérito é obrigação e função da universidade. Quando essa obrigação e essa função são desviadas para o atendimento particular de uns e outros, tem mais que virar notícia, tem mais é que ser explicado sim. Afinal, é a obrigação e a função da universidade a formação de cidadãos de bem, atender às necessidades da comunidade e do Brasil e, com certeza, fazer tudo isso de contas abertas. É o mínimo que a sociedade espera, pode estar certo.

Anônimo disse...

Fulano,

Para corrigir o Pimenta, você teria que ter o português perfeito, mas não o tem. Por exemplo, sozinho não tem acento. Você comete erros de pontuação. Portanto, fique apenas na explanação de suas idéias, mesmo que sejam falaciosas.

Beltrano.

Anônimo disse...

Beltrano, ainda bem que você leu tudo! Você deve ser um daqueles que está, ainda, com dor de cabeça! E... tem razão, são muitas, hoje, as falácias das universidades.

Anônimo disse...

Então "professor" informe a pontuação correta. Tenho certeza de que, assim como aprendeu a fazer perguntas, pode ensinar a pontuar. Não deixe seu conhecimento apenas para si. É para isso que serve a arte de ensinar!

Anônimo disse...

O professor deve demorar a dar a resposta para o anônimo das 17:26 porque está montando um projeto para reunir especialistas na área a fim de levantar um estudo socioeconômico e posterior programa de políticas públicas, sobre o uso e o não uso da pontuação em textos de blogs científicos, que será apresentado à FINATEC e que custará aos cofres públicos incluindo: passagem, hospedagem, diárias, pessoa física e jurídica, consultoria internacional, material de consumo e permanente, incluindo uns vinte computadores high tec, mais a contratação de uns vinte bolsistas (pagando uma merreca eles, felizes, fazem a pesquisa toda), uma baba federal!

carlos henrique disse...

Infelizmente é com Z e não com S caro doutor.

Anônimo disse...

Pimentinha sumiu....